Sistema bancário da Irlanda será radicalmente reestruturado

O sistema bancário irlandês será radicalmente reestruturado, com dois principais grupos bancários emergindo da reorganização, afirmou o ministro das Finanças, Michael Noonan. Num comunicado ao Parlamento da Irlanda, o ministro declarou que o primeiro banco será baseado no Bank of Ireland, enquanto o segundo será baseado no Allied Irish Banks e no EBS Building Society.
Os comentários de Noonan foram feitos após o Banco Central da Irlanda anunciar os resultado do teste de estresse dos bancos irlandeses. Segundo o relatório, quatro dos mais importantes bancos do país poderão precisar de um total de 24 bilhões de euros em capital novo para continuarem viáveis.
O dado reflete o máximo que o BC considera que será necessário para que o capital de nível 1 das maiores instituições financiadoras do país fique acima de 6% dos ativos ponderados pelo risco até 2013 no cenário mais pessimista da nova rodada de testes de estresse e acima de 10,5% no cenário base.
Se o governo fornecer o capital adicional, haverá um aumento significativo em sua dívida já expressiva. O Fundo Monetário Internacional (FMI) havia estimado que, se os custos de capitalização totalizarem 35 bilhões de euros, a dívida do governo vai subir para 125% do PIB até 2013, um nível em que haveria um risco maior de reestruturação.
Os analistas locais haviam previsto que a necessidade máxima de capital ficaria pouco acima de 20 bilhões de euros.
Pelo plano da UE e do FMI, a Irlanda havia sido instada a completar a recapitalização de seus bancos até fevereiro, mas o governo em fim de mandato alegou na ocasião que não tinha autoridade para fazê-lo, enquanto a nova coalizão liderada por Enda Kenny insistiu em aguardar os resultados dos testes.
A Irlanda foi forçada a recorrer à UE e ao FMI para um total de 67,5 bilhões de euros em créditos internacionais quando os mercados se recusaram a emprestar ao país, em meio aos temores sobre a escalada da conta para salvar os bancos.
O Banco Central disse que o Allied Irish Bank Plc precisará de 13,3 bilhões de euros para cumprir os níveis de capital exigidos. Para o Bank of Ireland, o valor estimado é de 5,2 bilhões de euros.
O Irish Life & Permanent, maior financeira de hipotecas do país, precisará de 4 bilhões de euros e o EBS Building Society necessitará de 1,5 bilhão de euros. As medidas de recapitalização devem ser implementadas até 2013. As informações são da Dow Jones.
Fonte: Estadão

Categoria: 

Curta o Brasileire.com !