Pathfinder fecha as portas e deixa muitos Brasileiros com prejuízos

Várias famílias brasileiras foram desfalcadas por uma empresa de courier (entrega) que fechou as portas de repente. As famílias tinham contratado o serviço da empresa Pathfinder para levar seus pertences de volta ao Brasil.
Cerca de 20 brasileiros que moram no condado de Carlow pagaram a Pathfinder, que opera em Naas no condado de Kildare para levar as caixas com pertences os quais vários dos brasileiros adquiriram durante sua estadia na Irlanda.
As famílias começaram a desconfiar da empresa quando seus pertences não chegaram ao seus destinos. Os brasileiros afetados então se dirigiram para o escritório da empresa em Naas para tentar descobrir o que estava acontecendo.
Weslley Gomes, que mora em Crosby Place no condado de Carlow, disse que eles e amigos pagaram muito dinheiro por um serviço que nunca foi oferecido. Na semana passada, um representante da Pathfinder disse à eles que "não tinham mais dinheiro" e que teriam que fechar a empresa.
"Eu contactei a Garda em Naas. Os policiais ligaram na empresa e ordenaram eles à empregar os nossos pertences ou então nós quebraríamos o depósito para pegar nossos pertences de volta. Nossas caixas foram entregues logo no dia seguinte, mas ainda não recebemos de volta o dinheiro que pagamos" - disse Wesley.
Wesley, que planeja voltar para o Brasil, comprou móveis e equipamentos eletrônicos, incluindo uma TV e um computador para enviar para o Brasil para mobiliar sua nova casa. Ele disse que pagou a Pathfinder a quantia de €1,208 e mais €72 de seguro.
"Existem 20 de nós que pagaram eles" - disse Wesley.
Pathfinder, que tem sua matriz na Inglaterra, não quis comentar sobre o caso.
A Agência Nacional do Consumidor (NCA), diz que se uma empresa do gênero falir, é bastante improvável que os consumidores serão reembolsados.
Sob o procedimento de liquidação de empresas, a prioridade de pagamento é dada aos "credores segurados", os quais são os bancos e outras instituições financeiras e aos "credores preferenciais", que são a Receita Federal e os funcionários da empresa.
 
Fonte: Eimear Ní Bhraonain (Irish Independent)
Tradução: Brasileire (www.brasileire.com)

Categoria: 

Curta o Brasileire.com !