Brian Cowen (Premiê Irlandadês) nega ter dado entrevista bêbado

O primeiro-ministro da Irlanda, Brian Cowen, luta para salvar a liderança do país e de seu partido, o Fianna Fáil, após ser acusado de conceder uma entrevista bêbado na manhã desta terça-feira (14).

Cowen negou categoricamente as especulações de que teria "exagerado" em uma noitada com colegas parlamentares durante a conferência anual do partido.

Na manhã seguinte, em entrevista a uma rádio, o primeiro-ministro parecia estar "no meio do caminho entre bêbado e de ressaca", como descreveu um político de oposição na rede de microblogs Twitter.

Na entrevista, Cowen parecia "rouco e confuso", de acordo com o Daily Mail. O político não soube responder a perguntas simples sobre as leis de doações partidárias e trocou palavras no meio das frases, segundo o diário.

" Ao ser questionado se ainda sentia os efeitos da noite anterior,
o primeiro-ministro foi rude com os repórteres.

- É claro que não, isso é ridículo. "

O Daily Mail diz que a entrevista desastrada de Cowen ofuscou a conferência anual do partido, em que o político tradicionalmente brinca com colegas, "embalado por vários copos de cerveja". Na noite anterior à entrevista, o político teria ficado acordado até as 3h30, cantando no bar.

De acordo com o Daily Mail, as manchetes ruins são "a última coisa" de que o primeiro-ministro precisa, no momento em que tenta convencer investidores internacionais de que a Irlanda não está à beira de uma crise da dívida.

Políticos aliados saíram rapidamente em defesa do líder do governo. O ministro do Transporte, Noel Dempsey, disse que "nada impede Cowen de socializar" e refutou os boatos de bebedeira do político.
- Eu fico abismado com o fato de estarem comentando sobre o tom de voz dele na entrevista em vez de falarem do conteúdo. Ele estava rouco no rádio, mas eu também tenho pigarro de manhã. Isso é um problema?

Conhecido por seu jeito grosseiro em público, Cowen se solta tradicionalmente no congresso anual, cantando músicas e bebendo cerveja. Na noite de segunda-feira ele presenteou colegas e repórteres com uma apresentação no bar onde foi realizado o encontro.

Manchetes apontando-o como bêbado ou de ressaca são a última coisa de que Cowen precisa para convencer investidores estrangeiros de que a Irlanda não está à beira de uma crise de dívida e se prepara para aprovar um quarto orçamento de austeridade em dezembro.

 

 

Categoria: 

Curta o Brasileire.com !